é a penúltima linha da minha morada, enquanto aprendo matemática no MIT.

terça-feira, outubro 11, 2005

lembrar

Às vezes, a viver aqui, lembro-me de como foi ser AFSer no Canadá.
Tinha 16 anos, agora tenho mais oito. Vivia com uma família, agora vivo, na prática, sozinha. Ia ficar por 10 meses e depois voltar, aqui é para ficar 4 ou 5 anos, mas volto já daqui a dois meses. Lá foi uma experiência cultural com uma duração alargada, aqui é formação académica.
Tento lembrar-me do que aprendi à partida. Dos gráficos de altos e baixos na felicidade (lua-de-mel, à chegada, bem alto, durante pelo menos um mês; choque cultural, em descida; saudades, descendo ainda mais, até depois do natal; e finalmente, adaptação e integração, subida lenta mas estável, até ao fim dos 10 meses). Não sei transpor isto para esta escala de tempo.
Tento observar-me. A euforia da chegada durou uma semana, o período descendente umas três semanas, devo estar agora na lenta subida. Olho para o que escrevi, a tentar avaliar estas divisões, e vejo que me fiz de forte em alguns sítios lá atrás. Já segurei lágrimas, já me tremeu a voz ao falar, já chorei antes de dormir. Notou-se?

Já agora: um texto de uma AFSer italiana que viveu um ano na Tunísia.

6 comentários:

TaniaRocha disse...

Às vezes notou-se... Viver sozinho, mesmo sozinho, a princípio assusta. Um beijinho.

São Pina disse...

Não desanimes. É certo que quando não temos ninguém perto de nós para nos animar nos momentos mais difíceis não é muito satisfatório; mas tu és fanastica e vais conseguir. Conta conosco. Um beijinho

CauPissarra disse...

Minha querida,tu és uma pessoa muito corajosa e com muita força de vontade!És uma lutadora!Sei que no início é sempre mais complicado,mas também tenho a certeza de que com o passar do tempo, esse sentimento se vai esbatento(porém,as saudades essas vão existir sempre!Mas,é normal.)
Sabes que estamos aqui,deste lado e até nos podemos ver!Sempre que quiseres é só apareceres no menseger!
Nós também temos muitas saudades tuas,mas daqui a pouquinho já cá estás junto de nós (fisicamente) porque no coração estás sempre!
Acredita que és um orgulho para todos nós!!!Olha,por exemplo,eu era incapaz de ter essa tua coragem e determinação de enfrentar 5 anos fora,mas tu não!Por isso,pensa que todos nós temos muito orgulho em ti!Um beijinho muito grande.

ana rita disse...

tia são, cau, agora já passou. eu não estava à espera que fosse tudo fácil, estava à espera destes altos e baixos na felicidade, e na realidade, fiquei positivamente surpreendida por esta fase se ter passado tão rápido. este texto foi simplesmente uma constatação do facto de que passou. a sério, estou bem, creio mesmo que o pior já passou (pelo menos por este breve período até ao natal).

Ana disse...

estas aventuras são sempre feitas de altos e baixo... tal como tu tb sai de portugal por uns tempos (nao tantos como tu)antes de vir para aqui... o meu truque é tentar pensar sempre nas coisas boas... às vezes é mais fácil que outras... jokas grandes

Ana Rangel disse...

Mas olha lá... quando é que apareces para beber um cházinho?

Podes aparecer sempre que te apeteça (isso já sabes) mas, principalmente, quando te tremer a voz, quando segurares as lágrimas! Aqui podes chorar à vontade... quantas vezes eu o fiz e nunca estive sozinha! ;)

Beijinhos!

www.flickr.com
This is a Flickr badge showing public photos and videos from ana_rita. Make your own badge here.